Projeto Circulando leva usuários da rede de proteção social ao Museu da Marinha

A chuva e o frio nesta terça-feira não significaram nenhum empecilho para o grupo do Abrigo Rio Acolhedor visitar o Museu da Marinha, no Centro da cidade. Os 13 acolhidos da rede de proteção social da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) se encantaram com os navios abertos à exposição e ficaram surpresos com o pouco espaço dentro do submarino Riachuelo. “Muito apertado” — afirmou espantado Raimundo Maia, de 54 anos, que integrava o grupo.

O Projeto Circulando leva mensalmente os acolhidos das unidades da SMASDH, desde crianças a idosos, aos pontos culturais e turísticos da cidade, com o objetivo de, além de prover conhecimento, reinserir socialmente as pessoas. Luís Jorge de Souza,  integrante do grupo, gostou de todos os navios, mas em especial do submarino Riachuelo e visitou o barco duas vezes. “Faço curso de jardinagem e nunca tinha entrado num submarino antes. Gostei tanto que vou visitar de novo” — disse ele, entrando novamente na embarcação.

Paulo Henrique Resende disse que o passeio estava sendo bastante ilustrativo por não apenas mostrar os navios, mas contar a história de cada um deles. “Essa é a primeira vez que entro nesses navios” — afirmou. Victor Leandro Cardoso de Jesus já conhecia o Museu, mas disse que estava gostando do passeio. “Estive aqui há 19 anos, mas acho bom voltar porque a gente sai um pouco do abrigo, passeia um pouco”.

De acordo com a professora Marilena da Graça Pereira, responsável por acompanhar o grupo, os passeios do Circulando promovem cerca de dois passeios por mês somente para os que estão no Rio Acolhedor. “Pelo menos umas duas vezes por mês levamos um grupo para passear e isso sem contar os integrantes do Coral Uma só voz, formado pelos acolhidos de toda a rede, que sempre se apresentam em vários lugares” — concluiu.

Coordenação de Comunicação da SMASDH

About Author

Connect with Me: