Academias da Terceira Idade atendem cerca de 15 mil pessoas no Rio de Janeiro

Após passar por uma readequação visando melhorar o atendimento aos praticantes, as Academias da Terceira Idade (ATI) estão presentes em todas as regiões da cidade, com 135 núcleos oferecendo aulas de exercícios físicos de segunda a sexta-feira. A maior parte dos frequentadores é idosa, apesar da idade mínima exigida ser a partir dos 40 anos. “Atendemos cerca de 15 mil pessoas em todo a cidade, mas nossa meta é chegar a 20 mil” – afirma o secretário municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), João Mendes de Jesus.

A readequação das ATIs passou pela ampliação do horário das aulas em uma hora por dia, com as aulas começando às 7h e terminado às 10h, ao invés das 9h pelo horário anterior. Segundo a subsecretária de Políticas para o Idoso, Sandra Julião, na reformulação alguns núcleos foram fechados, mas com a ampliação do horário das aulas houve um aumento do público atendido. “Alguns núcleos foram fechados porque não se justificavam os gastos com unidades com muito pouca ou quase nenhuma frequência. Os praticantes desses núcleos foram remanejados para outras academias” – explica.

Cada núcleo das ATIs conta com um profissional de Educação Física, um técnico de Enfermagem e um de apoio administrativo. Cada academia tem capacidade para atender 150 pessoas, com o horário ampliado, o que permite uma capacidade total de atendimento de 20.250 praticantes. “A atividade física proporciona uma melhor qualidade de vida para as pessoas, com mais saúde e disposição para encarar o dia a dia” – conclui João Mendes.

Coordenação de Comunicação da SMASDH

About Author

Connect with Me: