| Jul , 05 , 2019

SMASDH e CIEE formam 145 adolescentes no Juventude Protagonista



A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) realizou, em parceria com a Central de Integração Empresa Escola (CIEE), a formatura de 145 jovens no programa “Juventude Protagonista”, que prepara e qualifica adolescentes para o mercado de trabalho. O programa Juventude Protagonista prepara e qualifica adolescentes para o mercado de trabalho. O evento aconteceu no auditório da Faculdade São José, em Realengo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Os formandos são atendidos pelos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS) Vila Moreti, Deputada Heloneida Studart e Maria Thereza Freire Moura, unidades pertencentes à SMASDH. O auditório estava lotado e o clima era de alegria e gratidão. Pais e filhos se reuniram e se emocionaram com os momentos especiais vivenciados pelos alunos.

A supervisora de Programas Especiais do CIEE, Sílvia Soares, falou sobre a formatura. “Preparamos tudo isso com muito amor e dedicação para que vocês alcancem voos altos. Estar aqui é algo importante, pois vocês representam toda a juventude. Esperamos que esta corrente se multiplique com o trabalho das equipes e por intermédio de vocês. Agradeço imensamente a todos” — diz.

A assistente social da SMASDH, Bianca Medina, compareceu e se mostrou bastante satisfeita com a iniciativa. “Em nome da Secretaria, eu preciso dizer que estamos imensamente felizes com esta parceria que existe desde 2013. Vocês são as personagens principais do dia de hoje. Parabenizo o CIEE e os profissionais da SMASDH, que tem um compromisso muito sério com este trabalho, o que nos dá muito prazer e alegria”— comemora Bianca.

Ela afirma ainda que o Juventude Protagonista é muito mais do que um curso e sim a oportunidade de estimular nos jovens a participação como cidadãos. “Que vocês possam falar por vocês e não deixar que outros façam isso. A sua participação é fundamental em todos os espaços da sociedade” — conclui.

A diretora do Núcleo de Proteção Básica, Lilian Mouta, também compareceu. Segundo ela, jovens que concluíram o curso terão mais ofertas de serviço. “Que a partir de hoje vocês possam ter uma ação mais protagonista, valorizar o local onde estão e ter uma atuação mais intensa. Abracem esta oportunidade. Para os pais, eu digo que vocês também possuem um papel fundamental. Incentivem seus filhos a se manter na escola. A única coisa que ninguém pode nos tirar é o conhecimento” — explica Lilian.

Na ocasião, foi citado que uma das formandas, Larissa Emanuelle, de 16 anos, moradora de Padre Miguel, que já conseguiu uma oportunidade de trabalho como jovem aprendiz. Esquetes falando sobre o combate ao feminicídio, homofobia e racismo foram encenadas. Além disso,  aconteceram apresentações de rap e dança, que enriqueceram ainda mais a festividade.



Scroll Up

Newsletter

Sua participação é muito importante. Contribua, opine, receba nosso conteúdo!

[cp_simple_newsletter]

%d bloggers like this: